Curcumina: o que é a curcumina lipossomal?

O termo “curcuma” parece-lhe familiar? E “curcumina”? Se já ouviu falar nestes termos, com certeza sabe que a curcuma em pó, além de servir como corante, também é utilizada na medicina tradicional indiana há centenas de anos. O princípio ativo da curcuma (Curcuma longa) é a curcumina, uma molécula com múltiplos benefícios para a saúde.

O que acharia se disséssemos que pode utilizar um suplemento de curcumina lipossomal para aliviar diversos sintomas? Sabe porquê? Porque graças aos lipossomas, hoje é possível “encapsular” qualquer substância numa membrana natural, protegendo-a, melhorando o seu transporte e maximizando a sua absorção. O futuro chegou!

Pontos-chave

  • A curcumina é um dos componentes essenciais da curcuma. Este corante, em conjunto com outras substâncias, é responsável por muitas propriedades medicinais.
  • Existem diferentes formas de consumir a curcumina. Uma maneira muito revolucionária é o suplemento lipossomal, ou seja, em cápsulas que garantem uma dose concentrada de curcumina.
  • A curcumina lipossomal, pelo seu formato em cápsulas, tem uma maior biodisponibilidade. Isso permite que ofereça de melhor forma as suas propriedades antioxidantes e regenerativas.

Curcumina lipossomal: tudo o que precisa de saber

No mundo dos suplementos naturais, a formulação lipossomal é a nova tendência do mercado. Os lipossomas também permitem fazer “microcápsulas” que dão um “extra” de efetividade aos nossos suplementos favoritos. A curcumina lipossomal é o melhor exemplo e queremos contar-lhe tudo neste artigo. Continue a ler!

curcumina
De acordo com alguns consumidores, entre eles destacam-se os amantes do desporto, a curcumina pode oferecer uma sensação de bem estar, melhorando o humor e aliviando o desconforto que pode aparecer depois de um treino intenso. (Fonte: Rido: 123419414 / 123rf.com)

O que é a curcumina lipossomal?

A curcumina é um polifenol (composto antioxidante) derivado da curcuma. A planta do qual é extraída confere a cor amarelo-laranja. Quando falamos em curcumina lipossomal, referimo-nos à sua forma “encapsulada”: envolvida numa camada protetora de lipídios (substâncias orgânicas similares às membranas celulares) que funciona como protetora e transportadora.

Os lipossomas são pequenas estruturas esféricas que são fabricadas a partir de materiais orgânicos. A cobertura lipossomal da curcumina permite que este composto seja absorvido e transportado pelo sangue em maiores quantidades, evitando ser metabolizado e descartado antes de exercer as suas funções terapêuticas.

Quais os benefícios da curcumina lipossomal para a saúde?

Entre os diferentes efeitos encontrados da curcumina e, especificamente, os suplementos de curcumina lipossomal, estão destacadas as suas ações anti-inflamatórias e antioxidantes. Abaixo, vamos mostrar uma lista que resume alguns dos benefícios mais destacados. O que está à espera para testar este suplemento incrível (1, 2, 3, 4, 5, 6, 7)?

  • Efeito anti-inflamatório: a curcumina possui propriedades anti-inflamatórias. De facto, alguns estudos apontam que ela é tão potente, que a sua eficácia pode ser igualada a alguns medicamentos, mas com menos efeitos secundários. Como acontece isso? A curcumina pode ser capaz de combater inflamações a nível molecular.
  • Efeito antioxidante: a estrutura química da curcumina torna-a uma substância com ação antioxidante, que pode se opor aos efeitos dos radicais livres, partículas relacionadas com o envelhecimento precoce e o aparecimento de muitas doenças.
  • Efeitos sobre o cérebro: está a ser estudada a possível utilidade da curcumina sobre todos os tipos de problemas que afetam o cérebro, incluindo a depressão ou a doença de Alzheimer. Quem sabe, no futuro, essa maravilhosa substância possa ajudar na luta contra essas doenças!
  • Benefícios cardiovasculares: a curcumina pode ter efeitos protetores sobre os vasos sanguíneos e o coração, inclusive sendo capaz de reduzir os níveis de colesterol. Estes benefícios tão promissores estão, atualmente, em estudo por especialistas.
  • Bem-estar geral: de acordo com alguns consumidores, principalmente os amantes do desporto, a curcumina pode oferecer uma sensação subjetiva de bem-estar, melhorando o humor e aliviando os desconfortos que podem aparecer depois de um treino intenso.
curcumina
Os lipossomas são pequenas estruturas esféricas que são fabricadas a partir de materiais orgânicos. (Fonte: Larkjit: 47729403  / 123rf.com)

O que está envolvido na elaboração da curcumina e por que isso é uma vantagem?

Os suplementos de curcumina lipossomal diferenciam-se dos demais graças à sua tecnologia de encapsulamento. Neste processo, a curcumina une-se ou integra o interior das “bolhas” de lipossomas, o que vai criar produtos com uma série de vantagens importantes:

  1. A biodisponibilidade (quantidade de curcumina que chega ao corpo pronta para oferecer benefícios) da curcumina é maior.
  2. A absorção de curcumina melhora graças à semelhança dos lipossomas com as nossas próprias membranas celulares.
  3. Os lipossomas “envolvem” e protegem a curcumina, o que pode evitar que ela se degrade antes de realizar as suas funções.
  4. Este tipo de cápsulas lipossomais usam os melhores ingredientes, sem aditivos desnecessários.
  5. Os suplementos de curcumina lipossomal têm a certificação vegana e estão livres de açúcar e glúten. Uma ótima notícia!
  6. No processo de elaboração, não existe nenhum produto de origem animal, nem ingredientes geneticamente modificados.

Qual dose do suplemento de curcumina lipossomal é recomendado tomar?

Em geral, a dose recomendada deste suplemento de curcumina lipossomal depende de vários fatores, como a sua condição física ou certos hábitos gerais. Na maioria das vezes, a recomendação padrão é misturar 2 doses de 5 ml num copo grande com água ou sumo e beber 15 minutos antes das refeições.

Qual dose do suplemento de curcumina lipossomal é recomendado tomar?

Em geral, a dose recomendada deste suplemento de curcumina lipossomal depende de vários fatores, como a sua condição física ou certos hábitos gerais. Na maioria das vezes, a recomendação padrão é misturar 2 doses de 5 ml num copo grande com água ou sumo e beber 15 minutos antes das refeições.

A curcumina lipossomal tem algum efeito secundário?

Até o momento, não existem muitos estudos que possam garantir que a curcumina cause efeitos secundários significativos (pelo menos se for consumida sem ser combinada com outros ingredientes). No entanto, algumas pessoas apresentaram dores de estômago, náuseas, tonturas ou diarreia.

O ideal, como com todos os tipos de suplementos, é guiar-se pela dose diária recomendada. E, se surgir algum sintoma estranho ou pouco comum, a opção mais segura é consultar imediatamente um médico de confiança.

curcumina
A curcumina lipossomal, pelo seu formato em cápsulas, tem uma maior biodisponibilidade. (Fonte: Nikcoa: 151366946 / 123rf.com)

De que forma é recomendado armazenar o suplemento de curcumina lipossomal?

Para armazenar a curcumina lipossomal, as dicas que temos são muito simples. O ideal é guardá-la num local fresco e seco. Uma vez aberta, o ideal é mante-la no frigorífico e consumir no prazo de 2 meses. É necessário agitar bem antes de cada uso e, claro, manter fora do alcance das crianças.

Existem situações em que é necessário evitar o consumo da curcumina lipossomal?

Claro que sim! Apesar dos diferentes efeitos positivos que a curcumina tem para a saúde, ela não é apta para todos, nem todas as situações. Existem condições em que o mais recomendado é evitá-la completamente, em qualquer uma das suas formas. Abaixo, vamos mostrar uma lista com algumas delas (8, 9, 10):

  • Gravidez e amamentação: como não existem estudos suficientes que determinem se os suplementos de curcumina são seguros para as mulheres grávidas ou a amamentar, o melhor é evitá-los.
  • Doença na vesícula biliar: a curcumina pode fazer com que a vesícula biliar contraia, o que pode piorar os sintomas desta doença.
  • Cálculos renais: alguns estudos mostraram que a curcumina tem uma alta quantidade de oxalato, que pode se unir ao cálcio e causar a formação de cálculos renais.
  • Diabetes: a curcumina pode fazer com que os níveis de açúcar no sangue baixem muito.
  • Problemas de refluxo gastroesofágico: se sofre de “acidez estomacal” ou qualquer outro problema parecido, a curcumina pode agravar os seus sintomas.
  • Doenças oncológicas e outras patologias graves: é possível que os suplementos de curcumina interfiram com as ações dos tratamentos para as doenças oncológicas (como a quimioterapia) e com qualquer outro medicamento para tratar alguma doença grave. Nestes casos, evite usar suplementos sem a autorização do seu médico.
  • Anemia: a curcumina pode impedir a correta absorção do ferro, agravando os sintomas da anemia por falta deste mineral.
  • Problemas de coagulação sanguínea: se foi diagnosticado com algum problema no sangue (sangramento excessivo, problemas para deter hemorragias ou excesso de coagulação sanguínea), não utilize a curcumina sem supervisão médica.
  • Cirurgias próximas ou recentes: a curcumina pode fazer com que sangre mais durante ou após uma cirurgia. Por isso, se se vai submeter a qualquer intervenção (inclusive as realizadas por dentistas), pare de consumir a curcumina pelo menos duas semanas antes. Consulte o seu médico ou especialista após a cirurgia para decidir se pode continuar a consumir curcumina (e quando poderá).
  • Uso de medicamentos de forma crónica, especialmente os anticoagulantes: a curcumina pode afetar a sua medicação comum (especialmente tratamentos como o Sintrom), causando um efeito maior ou menor do que o esperado.

As nossas conclusões

A curcumina é um ótimo suplemento, que ainda tem muito a oferecer. Na sua forma lipossomal, os seus efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes podem ser ainda mais bem aproveitados.

Os fosfolipídios do lipossoma, as substâncias similares às nossas próprias membranas celulares, vão recobrir a curcumina lipossomal, permitindo que ela ofereça de forma otimizada as suas magníficas propriedades que a tornaram tão famosa na medicina tradicional da Índia.

Quer saber mais sobre a curcumina lipossomal? Visite o nosso site ou deixe-nos um comentário. Atreva-se a dar um passo à frente no cuidado da sua saúde e experimente este suplemento. Se achou este artigo interessante, compartilhe nas suas redes sociais!

(Fonte da imagem em destaque: Erol Ahmed / 123rf.com)

Referências(10)

  1. Jurenk, J. Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research. 2009
  2. Venugopal P., Adluri Ram S. Antioxidant and anti-inflammatory properties of curcumin. 2007
  3. Rakhi A., Sudhir K. G., Jai Raj B. Detoxification and antioxidant effects of curcumin in rats experimentally exposed to mercury. 2010
  4. Xu Y., Ku B. Curcumin reverses the effects of chronic stress on behavior, the HPA axis, BDNF expression and phosphorylation of CREB. 2006
  5. Dong S., Zeng Q., et al. Curcumin Enhances Neurogenesis and Cognition in Aged Rats: Implications for Transcriptional Interactions Related to Growth and Synaptic Plasticity. 2012
  6. Wanwarang W., Phrommintikul A. The protective role of curcumin in cardiovascular diseases. 2009
  7. Toborek M., Kaiser S. Endothelial cell functions. Relationship to atherogenesis. 1999
  8. Rasyid A., Jaalam K., Lelo A. Effect of different curcumin dosages on human gall bladder. 2002
  9. Tang M., Larson-Meyer E., Liebman M. Effect of cinnamon and turmeric on urinary oxalate excretion, plasma lipids, and plasma glucose in healthy subjects. 2008
  10. Neerati P., Devde R., Kumar A. Evaluation of the effect of curcumin capsules on glyburide therapy in patients with type-2 diabetes mellitus. 2014
Anterior Deficiência de Zinco: sintomas, causas, tratamento e prevenção Próximo Curcuma: como consumir para melhorar a saúde
Artigo científico
Jurenk, J. Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research. 2009
Ir para a fonte
Artigo científico
Venugopal P., Adluri Ram S. Antioxidant and anti-inflammatory properties of curcumin. 2007
Ir para a fonte
Artigo científico
Rakhi A., Sudhir K. G., Jai Raj B. Detoxification and antioxidant effects of curcumin in rats experimentally exposed to mercury. 2010
Ir para a fonte
Artigo científico
Xu Y., Ku B. Curcumin reverses the effects of chronic stress on behavior, the HPA axis, BDNF expression and phosphorylation of CREB. 2006
Ir para a fonte
Artigo científico
Dong S., Zeng Q., et al. Curcumin Enhances Neurogenesis and Cognition in Aged Rats: Implications for Transcriptional Interactions Related to Growth and Synaptic Plasticity. 2012
Ir para a fonte
Artigo científico
Wanwarang W., Phrommintikul A. The protective role of curcumin in cardiovascular diseases. 2009
Ir para a fonte
Artigo científico
Toborek M., Kaiser S. Endothelial cell functions. Relationship to atherogenesis. 1999
Ir para a fonte
Artigo científico
Rasyid A., Jaalam K., Lelo A. Effect of different curcumin dosages on human gall bladder. 2002
Ir para a fonte
Artigo científico
Tang M., Larson-Meyer E., Liebman M. Effect of cinnamon and turmeric on urinary oxalate excretion, plasma lipids, and plasma glucose in healthy subjects. 2008
Ir para a fonte
Artigo científico
Neerati P., Devde R., Kumar A. Evaluation of the effect of curcumin capsules on glyburide therapy in patients with type-2 diabetes mellitus. 2014
Ir para a fonte