Cloreto de magnésio emagrece?

Muitas pessoas procuram suplementos de cloreto de magnésio com o intuito de emagrecer. Existe uma discussão frequente sobre se o consumo da substância realmente tem algum efeito ou se os seus benefícios não passam de uma lenda. No artigo de hoje, vamos responder: cloreto de magnésio emagrece de verdade?

O nosso corpo não produz cloreto de magnésio naturalmente, mas pode absorvê-lo. Ele é a junção entre o cloro e o magnésio, dois minerais bastante conhecidos. Fique connosco para conhecer tudo sobre esta substância e entender quais são os benefícios que pode trazer à nossa saúde!

Pontos-chave

  • O cloreto de magnésio não é uma substância que emagreça, mas tem propriedades que auxiliam o emagrecimento. Também traz muitos outros benefícios para o corpo humano.
  • É possível encontrar cloreto de magnésio em muitos alimentos que consumimos no dia a dia. Produtos básicos como o arroz, o feijão e o trigo possuem boas quantidades da substância.
  • A suplementação de cloreto de magnésio é uma boa ideia para quem tem deficiência da substância. Suplementos lipossomais, como os da Sundt, são os melhores disponíveis no mercado.

Todas as informações sobre cloreto de magnésio e emagrecimento

Não basta entender se o cloreto de magnésio emagrece ou não. É preciso saber a sua dosagem correta, forma de consumo e até os seus possíveis efeitos colaterais. Falaremos sobre todas estas questões a seguir!

É verdade que o cloreto de magnésio emagrece?

O cloreto de magnésio tem diversos efeitos que auxiliam o processo de emagrecimento. Porém, sozinho e sem a ajuda de exercício físico e de uma alimentação equilibrada, é difícil perceber algum efeito.

Alguns dos efeitos do cloreto de magnésio no organismo são o aumento da disposição, da contração muscular e da hipertrofia. Com isso, os resultados são alcançados de maneira mais rápida após a prática de exercício físico.

A substância também possui um efeito laxante que ajuda a eliminar impurezas do organismo e a purificá-lo. A oxidação celular e processos que causam sensação de inchaço são reduzidos. Essas situações estão ligadas diretamente à obesidade.

É importante saber que não adianta tomar cloreto de magnésio e acreditar que só isso será suficiente para o seu emagrecimento, mas sim que ele pode ser de grande ajuda junto com a atividade física regular.

Como auxiliar o processo de emagrecimento com cloreto de magnésio?

A primeira coisa a ter em mente é que precisa de orientação profissional para tomar cloreto de magnésio. Se deseja fazê-lo, procure um médico ou nutricionista.

Uma vez que tenha uma rotina de exercícios físicos bem definida e uma alimentação equilibrada, que também pode ser indicada por um profissional, o cloreto de magnésio cai como uma luva na sua vida!

Sabia que o magnésio puro não é encontrado livre na natureza? Ele é obtido justamente a partir do cloreto de magnésio! Para isso, é preciso fazer o processo conhecido como eletrólise.

Quem deve tomar cloreto de magnésio?

Ao passar por uma avaliação com um nutricionista, pode ser definido que precisa de suplementação de cloreto de magnésio.

Um motivo para isso é se tem deficiência de magnésio no organismo. A ausência da substância causa sintomas como cãibras, formigueiros, perda de concentração, baixa imunidade e pode até levar a convulsões e problemas cardíacos.

Também é possível que o cloreto de magnésio seja receitado como remédio para prisão de ventre.

Mas, claro, pode conversar com o seu nutricionista e pedir o cloreto de magnésio como suplemento para emagrecer. Ele também é usado com essa função regularmente. Existem poucas restrições de pessoas que não podem fazer uso da substância.

Quais as contraindicações do cloreto de magnésio?

De acordo com a bula do cloreto de magnésio1, ele é contraindicado para dois grupos de pessoas: gestantes e quem sofre de insuficiência renal.

Para as gestantes, o problema é que pode ultrapassar a placenta, causando assim uma interferência nos níveis séricos do feto. Quem possui insuficiência renal também deve evitar o suplemento, uma vez que problemas ainda mais graves podem ser causados.

Qual a dosagem ideal de cloreto de magnésio?

Existem indicações diferentes sobre a dosagem recomendada de cloreto de magnésio. O mais aceite cientificamente é que homens adultos devem consumir entre 400 e 420 mg diários da substância, enquanto mulheres adultas precisam de entre 310 e 320 mg.

Outra definição bastante aceite é a que recomenda a dose de acordo com o peso da pessoa. Segundo ela, o ideal seria que cada adulto consumisse 5 mg de cloreto de magnésio por quilograma por dia. Assim, existe uma versão personalizada do consumo indicado!

De toda a forma, quem é capaz de realmente indicar a dosagem ideal para si é o seu nutricionista. É ele que deve orientar o quanto precisa de consumir da substância por dia.

cloreto-de-magnesio-emagrece
O cloreto de magnésio dá maior disposição para a prática de exercícios físicos. (Fonte: StockSnap/ Pixabay.com)

Qual é o melhor horário para consumir cloreto de magnésio?

A recomendação básica é que o cloreto de magnésio seja sempre consumido antes das refeições. Ele pode ser ingerido com água para que, em seguida, seja metabolizado pelo nosso organismo.

Isso permitirá que o magnésio seja totalmente libertado e possa então exercer as suas funções principais, como o auxílio na redução da oxidação celular e a consequente libertação de maior energia por parte das células.

Desde que de acordo com a dosagem recomendada, o consumo de cloreto de magnésio antes das duas principais refeições do dia deve apresentar resultados satisfatórios!

Quais as funções do magnésio no nosso corpo?

Para conhecer os benefícios da ingestão do cloreto de magnésio, é preciso entender o que o magnésio, após ser metabolizado, é capaz de proporcionar ao nosso corpo. Veja a lista dos seus principais efeitos:

  • Gera sensação de bem-estar: o magnésio é fundamental para a produção de serotonina, a hormona do prazer. É por isso que ele ajuda a prevenir a depressão e reduz o stress, além de também dar maior disposição não só para os exercícios, mas para o dia a dia como um todo.
  • Ajuda na secreção de insulina: ao atuar na metabolização da glicose, o magnésio melhora a secreção de insulina. Isso controla ou reduz as chances de diabetes e ajuda no processo de queima de gorduras.
  • Regula a entrada e saída de cálcio: o controle da metabolização de cálcio no organismo é responsabilidade do magnésio. Por isso, ele não só é importante para os ossos, como também para a ativação da vitamina D.
  • Metaboliza carboidratos e lípidos: por ajudar na metabolização dessas substâncias, o magnésio tem papel de auxílio no emagrecimento e na queima de gorduras. É por isso que ele é utilizado como suplemento por quem deseja perder peso!

Ainda é possível ter outros benefícios com o consumo de magnésio, principalmente controlo da pressão arterial, funcionamento melhorado do intestino e auxílio na redução de sintomas da menopausa.

Como ingerir magnésio?

O corpo humano não produz magnésio naturalmente. Para que a substância não esteja em falta, precisamos dela através ou da alimentação, ou da suplementação.

Para nunca mais sentir falta desta importantíssima substância no seu organismo, preparamos um guia que lhe mostra onde encontrar as quantidades necessárias.

cloreto-de-magnesio-emagrece
As amêndoas são as campeãs em magnésio. (Fonte: stevepb/ Pixabay.com)

Conheça alimentos ricos em magnésio

Uma das principais formas de ingerir magnésio é a partir da alimentação. Ele está presente principalmente em grãos, frutos e verduras. É, portanto, uma substância democrática e acessível.

As amêndoas são os alimentos com a maior quantidade de magnésio. Numa porção de 100 gramas, pode-se encontrar nada menos do que 300 mg, uma quantidade suficiente para suprir as demandas diárias da maioria das pessoas.

Da família dos grãos, o arroz, o feijão e o trigo, parte da alimentação de muitos portugueses, possuem magnésio. Verduras como espinafre e brócolos e frutos como banana e maçã também podem ser listados como fontes da substância.

Pode verificar as dosagens de magnésio em cada alimento a partir da seguinte tabela que preparamos:

AlimentoQuantidade de magnésio a cada 100 g
Amêndoas300 mg
Castanhas-de-caju290 mg
Espinafre cozido280 mg
Feijão cozido50 mg
Arroz integral cozido35 mg
Banana25 mg
Brócolos cozidos25 mg
Maçã15 mg

Existem bons suplementos de magnésio?

Se não consome a quantidade mínima diária de cloreto de magnésio ou tem dificuldades na absorção da substância, a suplementação faz-se necessária e pode ser recomendada por um nutricionista.

Existem ótimos suplementos de cloreto de magnésio disponíveis em pó e em cápsulas, mas os melhores são os lipossomais, que permitem uma maior absorção da substância. Quando produzidos por empresas confiáveis, como a Sundt, eles trazem ainda mais benefícios.

Que tipo de suplemento de magnésio tomar?

Encontra no mercado suplementos de cloreto de magnésio em variadas formas. Qual deles tomar?

O mais fácil é encontrar cloreto de magnésio em cápsulas comuns. Elas têm preço baixo, mas absorção longa e prejudicada pelo seu formato. Preferidas de muitas pessoas, acabam por trazer benefícios reduzidos.

As versões em pó melhoram um pouco a absorção, mas não possuem um sabor muito agradável e também não são tão práticas de se consumir como uma simples cápsula. O preço também sobe um pouco.

Quando em cápsulas lipossomais, que possuem uma membrana especial capaz de ultrapassar as paredes celulares, até 98% do cloreto de magnésio pode ser absorvido pelo nosso organismo. O ideal é procurar uma marca de confiança e compromisso com a qualidade, como é o caso da Sundt.

Veja abaixo uma tabela que compara os principais tipos de suplemento de cloreto de magnésio:

Suplemento em cápsulasSuplemento em póCápsulas lipossomais
ApresentaçãoCápsulas simples para ingestãoPó para ser dissolvido em água ou na comidaCápsulas com membranas especiais
VantagensFacilidade de consumo, preço baixoAbsorção acima das cápsulas comunsAbsorção excepcional, o melhor para o organismo

Conclusão

Se deseja emagrecer, o cloreto de magnésio pode ser um ótimo aliado. Ele tem funções no corpo humano que transcendem a queima de calorias e ajudam também vários outros sistemas.

A suplementação deve ser feita com a indicação de um profissional e ajuda-o a alcançar os seus objetivos junto com atividade física e alimentação equilibrada. Ao procurar por suplementos lipossomais de qualidade, principalmente os da Sundt, terá uma grande melhoria na qualidade de vida!

Fonte da imagem destacada: PublicDomainPictures / Pixabay.com

Referências(1)

  1. Bula do Cloreto de Magnésio. Acessado em 27/08/2020.
Anterior Colagénio hidrolisado: o que é e para que é utilizado Próximo Alimentos ricos em vitamina D: quais são eles?
Site oficial
Bula do Cloreto de Magnésio. Acessado em 27/08/2020.
Ir para a fonte